Palmeiras se manifesta pela 1ª vez sobre negociação com Giovanni Simeone, do Cagliari-ITA

Palmeiras se manifestou pela primeira vez sobre a negociação com o centroavante Giovanni Simeone, que está cedido ao Verona e pertence ao Cagliari.

A pedido do técnico Abel Ferreira, a busca do Palmeiras por um novo centroavante faz com que vários nomes surjam como de possível interesse do clube para o restante da temporada. Nos últimos dias, mais um nome voltou a pauta e a diretoria se posicionou com relação ao assunto.

Vale ressaltar que a janela de transferências internacionais e nacionais reabrirá no mês de julho, a partir  do dia 18 e vai até o mês de agosto. Com isso, o Palmeiras deverá buscar pelo menos mais quatro contratações.

Giovanni Simeone teve o seu nome ligado no ataque do Palmeiras e pode deixar à Itália no segundo semestre. Foto: Divulgação

POSIÇÃO DO PALMEIRAS:

Diante deste cenário, o Palmeiras se manifestou pela primeira vez no mercado da bola com relação a uma possível negociação com o centroavante Giovanni Simeone, filho do técnico do Atlético de Madrid, e que está emprestado ao Verona e pertence ao Cagliari, ambos são da Itália.

“Nunca discutimos sobre ele“, disse uma pessoa da diretoria do Palmeiras, não revelada, ao jornalista Jorge Nicola em seu canal no YouTube.

SITUAÇÃO CONTRATUAL:

No momento, o centroavante Giovanni Simeone defende por empréstimo o Verona, onde seu vínculo vai até o mês de junho deste ano. No entanto, os seus direitos econômicos estão presos ao Cagliari, também da Itália por mais duas temporadas.

Ou seja, qalquer clube que tenha desejo em contar com a sua contratação terá que negociar direto com o Cagliari e terá que pagar por isso. Em 30 jogos nesta temporada na Itália, por exemplo, Giovanne Simeone já balançou as redes rivais em 16 oportunidades e ainda distribuiu outras quatro assistências.

LEIA MAIS: 

Siga o É GOOL nas redes sociais: TwitterInstagram, e Facebook.

Para melhorar sua experiência na internet, o site usa cokies a fim de lhe enviar anúncios relevantes, você aceita este acordo? Aceito Leia mais