“€18 milhões”: Claudinho quer voltar ao Brasil e novo destino surpreende o Palmeiras; veja decisão

Palmeiras já sabe do desejo de Claudinho em voltar ao Brasil e destino surpreendeu a todos que deverá ter novidades para o ano de 2023. A pedido do técnico Abel Ferreira, o SEP quer reforçar o seu meio de campo e definiu um novo alvo e os moldes e detalhes foram expostos para o decorrer da temporada.

Mesmo assim, o Verdão está ciente do tema e novidades deverão ser expostas na íntegra para o decorrer da atual temporada, além das pretensões e objetivos que a Sociedade Esportiva Palmeiras deixou claro para o planejamento do clube neste segundo semestre. A diretoria quer atender as principais demandas do clube, que já sabe quais são os reforços que deverão ser contratados.

  • Palmeiras encaminha negociação após Giovani ser disputado por 3 gigantes da Europa; veja bastidores

Valor de mercado de Claudinho no Zenit

De acordo com os dados trazidos pelo site transfermarkt, o meia-atacante tem um valor de mercado avaliado na casa de 18 milhões de euros, algo em torno de 96 milhões de reais na cotação atual da moeda. Com um compromisso que vai até o final do mês de junho de 2027, mas com uma pedida para fazer negociação que gira em torno de até 15 a 18 milhões de euros, algo em torno de 83 milhões até 96 milhões de reais.

De 26 jogos disputados, o meia atuou em 8 partidas pelo time de São Petersburgo, além de ter balançado as redes em cinco oportunidades e com 10 assistências pela principal liga russa na qual o time foi campeão. Claudinho foi um dos principais destaques na janela.

Claudinho no radar de clubes da Série A em 2023

Publicamente, o empresário Fernando Garcia, da Elenkho Sports, não confirma as negociações, mas o meia-atacante tem sido alvo de outros clubes da elite do futebol brasileiro e também do exterior para atuar no segundo semestre. Além do Palmeiras que está de olho, o Flamengo é outro clube que também chegou a buscar informações pelo próprio jogador.

Para fazer negociação com relação a sua pedida, o time russo não abre mão de fazer negociação por um valor que gira em torno de 18 milhões de euros, algo em torno de 96 milhões de reais na cotação atual da moeda. Mesmo assim, o atleta deverá ter novidades na próxima janela.

palmeiras
Palmeiras já sabe do desejo de Claudinho em voltar ao Brasil e destino surpreendeu a todos que deverá ter novidades para o ano de 2023. Foto: Getty Images

Claudinho quer voltar ao Brasil em 2023

Nos bastidores, o meia deixou claro para os seus empresários a vontade de retornar ao Brasil na próxima janela de transferência, mas deverá ter novidades sobre o assunto na reabertura da janela de transferência brasileira e também da proposta que alguns clubes da Série A do Campeonato Brasileiro investirem em sua contratação.

Por fim, o Verdão sabe que o time russo é conhecido na Europa por fazer jogo duro nas negociações, mas o Zenit vai exigir uma boa quantia para fazer negócio. Na primeira janela de transferência,  o Claudinho foi alvo do clube palmeirense, mas esbarrou no desejo do atleta em seguir no leste europeu e também da alta pedida do time de São Petersburgo.

Palmeiras sonha com contratação de Claudinho

Não é de hoje que o SEP sonha com a contratação do meia-atacante, que está ciente que a pedida dos russos é muito alta, improvável que a diretoria do Verdão possa pagar e deverá insistir na contratação do atleta, que fez sucesso no Red Bull Bragantino nos últimos anos. No entanto, o atleta é visto pela diretoria do Verdão como um grande substituto pelo Gustavo Scarpa, além de uma alternativa para atuar na vaga de Veiga, que é cotado na Europa.

Veja mais notícias

  • CLIQUE AQUI para entrar no canal de WhatsApp com notícias do Palmeiras. Não esqueça de clicar no sininho para seguir as notificações
  • CLIQUE AQUI para entrar no grupo de Telegram com notícias do Palmeiras

Siga o É GOOL nas redes sociais: TwitterInstagram, e Facebook.

Para melhorar sua experiência na internet, o site usa cokies a fim de lhe enviar anúncios relevantes, você aceita este acordo? Aceito Leia mais