É GOOL
Mercado de transferência, colunas, Informações com credibilidade e muitas notícias

Abel Ferreira responde sobre levar Endrick para disputar o Mundial pelo Palmeiras

Em coletiva de imprensa, o técnico Abel Ferreira respondeu sobre levar ou não o atacante Endrick para a disputa do Mundial pelo Palmeiras.

O técnico Abel Ferreira, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do C Athletico Paranaense, durante partida válida pela vigésima terceira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)
982

Neste domingo, o Palmeiras fez a sua estreia no Paulistão ao bater o Novorizontino por 2 a 0, em jogo antecipado pela quinta rodada da competição, no interior paulista. Os gols do triunfo paulista foram marcados pelo Zé Rafael e também pelo atacante Dudu, que fizeram para os primeiros três pontos do Verdão no Estadual.

Após o jogo, o técnico Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva e falou sobre vários assuntos relacionados ao Palmeiras. Principalmente, sobre a preparação do Verdão para a disputa do Mundial de Clubes, no Emirados Árabes Unidos, no mês de fevereiro.

LEIA MAIS: 

Endrick no treino com o elenco profissional no Palmeiras e cotado pra ser inscrito no Mundial de Clubes. Foto: Divulgação

ENDRICK NO MUNDIAL?

Durante a coletiva de imprensa, o técnico Abel Ferreira foi questionado se levaria o atacante Endrick, de 15 anos, que tem sido a sensação do Palmeiras na disputa da Copa São Paulo de Futebol Junior neste mês de janeiro. No entanto, o mandatário palmeirense foi taxativo em sua resposta e explicou sobre o que pensa com relação ao assunto.

“Em relação ao Endrick, é um menino de 15 anos, se o clube achar por bem comprar uma passagem para ele para a Disneylandia, é bom, porque é disso que ele precisa. É um menino, não tenham pressa e ansiedade”, disse o comandante palmeirense.

VEJA MAIS: 

Logo depois, o mandatário palmeirense completou a sua resposta e deixou claro sobre o atacante Endrick ser inscrito ou não para o Mundial de Clubes no mês de fevereiro, no Emirados Árabes Unidos, no Qatar.

“Eu entendo os torcedores e seguramente vão ver na equipe principal, mas na hora certa e no momento certo. O Brasil é muito 8 ou 80. Temos que ir com calma, tudo no tempo de Deus”, completou o comandante palmeirense.

Comentários
Loading...

Para melhorar sua experiência na internet, o site usa cokies a fim de lhe enviar anúncios relevantes, você aceita este acordo? Aceito Leia mais